Fechar

 BLOG 

Cooperativas: importância e função

Você também pode ouvir este artigo em áudio no player acima.

Conheça um pouco mais sobre este modelo de negócios tão importante

O cooperativismo é um modelo de negócio em que os trabalhadores estão no centro das atenções. Baseado na cooperação entre as pessoas, é um modelo que permite agrupar indivíduos com interesses comuns, permitindo que possam caminhar juntos para a prosperidade de todos.

No Brasil, o cooperativismo ganhou força no século XIX, tendo sua cooperativa de crédito mais antiga fundada em 1902, na cidade de Nova Petrópolis/RS.

Conheça algumas das áreas de atuação do cooperativismo:

  • Agropecuária
  • Crédito
  • Educação
  • Habitação
  • Trabalho
  • Turismo
  • Transporte
  • Saúde
  • Produção
  • Consumo
  • Infraestrutura

Desenvolvimento econômico

Como pudemos verificar, o cooperativismo engloba diversas áreas dos setores econômicos brasileiros. E os setores são variados, indo desde infraestrutura até as cooperativas de créditos.

Uma das áreas de maior força na atuação do cooperativismo no Brasil é a econômica, que abrange as cooperativas de crédito, consumo, indústria e turismo, por exemplo.

E o papel que o cooperativismo exerce é muito importante econômica e socialmente, pois ele é responsável pela geração de empregos e renda. Promove, assim, a qualidade de vida dos associados e lhes permite empreender.

Essa qualidade de vida proposta é uma característica cooperativista. Parte da sua filosofia de negócio é voltar os esforços para o bem-estar da comunidade, não apenas aos participantes, mas trazendo impacto em maior escala, para a sociedade.

Combate ao desemprego

Assim como um bom impacto econômico, o cooperativismo tem um papel fundamental no combate ao desemprego. Segundo dados da ACI (Aliança Cooperativa Internacional), as cooperativas reúnem cerca de 280 milhões de trabalhadores ao redor do mundo.

Além disso, o cooperativismo mostra ser uma nova maneira de reunião de trabalhadores que, saindo da iniciativa privada, trazem para o grupo suas melhores qualidades. Forma-se, então, um sistema cooperativista a fim de garantir que tais trabalhadores possam manter-se no mercado de trabalho.

Fortalecimento do agronegócio

Os grupos de trabalhadores associados no setor agropecuário garantem um importante desenvolvimento aos produtores que demandam infraestrutura, créditos, tecnologia e soluções encontradas em cooperativas. Essa importância se dá, principalmente, aos pequenos produtores rurais.

Inclusão social

O modelo cooperativo de trabalho propiciou aos trabalhadores garantir seu acesso a bens e serviços em um ambiente social. Por isso, é possível, através do cooperativismo, sanar alguns problemas no âmbito da inclusão social. Podemos citar alguns, como a exclusão social, o desemprego, salários defasados e condições de trabalho não satisfatórias.

Promoção do conhecimento

Um dos princípios do cooperativismo, o incentivo ao conhecimento, gera valor ao próprio sistema cooperativo. Isso é possível graças ao crescimento pessoal de cada integrante, de modo a fortalecer as relações e os negócios.

A Profills do Brasil está conectada com as tendências do mercado de envase e automação industrial, promovendo as tecnologias de ponta para diversos setores, e as cooperativas são nossas grandes parceiras neste processo de desenvolvimento da indústria nacional.

Compartilhe!

Índice